Em um dia ensolarado de agosto de 2011, John Ratzenberger estava a bordo de um pequeno avião em sua viagem de volta para casa depois de uma viagem de negócios em Wisconsin. No entanto, o que começou como um voo tranquilo rapidamente se transformou em um pesadelo quando o motor da aeronave começou a falhar e o piloto foi forçado a fazer uma aterrissagem de emergência.

Com segundos para reagir, a tripulação fez de tudo para garantir a segurança de todos a bordo. O co-piloto, Cory Riddle, lembrou mais tarde que, quando percebeu que o avião estava em problemas, imediatamente começou a procurar um local para aterrissar.

A única coisa que pensei foi: precisamos encontrar um lugar o mais rápido possível, disse Riddle. Não tínhamos altitude suficiente para chegar a um aeroporto próximo, então escolhemos um campo abaixo de nós.

O piloto do avião, Vicki Kane, tentou manter o controle da aeronave o máximo que pôde e, quando finalmente percebeu que aterrissar era inevitável, gritou: Prenda-se!.

Kane e Ratzenberger, que estava sentado no banco do passageiro da frente, foram responsáveis ​​por abrir a porta após a aterragem. Kane não teve escolha a não ser bater com a cabeça no pára-brisa, ferindo-se no processo. No entanto, ela permaneceu consciente e continuou a ajudar Ratzenberger a sair do avião.

Enquanto isso, o ator de Cheers lutava para se libertar de seu cinto de segurança, que ficou preso no impacto. Ele finalmente conseguiu se soltar quando Riddle chegou para ajudá-lo.

Apesar da gravidade do acidente, a tripulação saiu praticamente ilesa, com apenas alguns ferimentos leves. Ratzenberger sofreu apenas algumas contusões e ferimentos leves na cabeça, mas foi levado para o hospital para um check-up completo.

Em uma entrevista posterior, o ator admitiu que o momento foi aterrador, mas agradeceu à tripulação pela forma como lidou com a situação.

Eu simplesmente fechei os olhos e rezei. Foi aterrorizante, disse Ratzenberger. Eu devo muito à tripulação. Eles foram incríveis em como lidaram com a situação.

O acidente teve um grande impacto em Ratzenberger, que afirmou que nunca mais voou em um pequeno avião novamente. No entanto, ele manteve um espírito positivo e agradeceu pela sorte de ter sobrevivido àquele momento de terror.

Eu sou muito grato por estar aqui hoje e ser capaz de falar sobre isso, disse ele. Foi uma experiência que mudou minha vida, mas eu acho que aprendi muito com ela.

Em resumo, o trágico acidente de John Ratzenberger em 2011 foi um lembrete do quanto a segurança é importante em qualquer situação, especialmente em um voo. Felizmente, a tripulação foi capaz de lidar com a situação de maneira calmante e todos saíram praticamente ilesos, incluindo o ator de Cheers. O acidente pode ter sido aterrador, mas também foi uma lição de vida para todos os envolvidos.